Descubra-como-utilizar-seus-relatórios-do-Google-Analytics-de-maneira-estratégica1

O Google Analytics, assim como o AdWords, é uma das ferramentas que o Google disponibiliza para seus usuários para ajudá-los em sua estratégia de marketing digital.

Para qualquer empresa que está presente no ambiente online, o Analytics é fundamental para mensurar os seus dados, realizar o acompanhamento periódico dos resultados alcançados ao otimizar o seu site e construir sua comunicação virtual.

Porém, você sabe de qual maneira essa ferramenta pode te ajudar? Quais são as métricas mais importantes as serem acompanhadas? Veja nesse artigo algumas ideias que te ajudarão a usar o Google Analytics de forma estratégica.

Antes de mais nada: defina a sua meta!

Antes de começar a analisar qualquer resultado é essencial que você tenha uma meta bem definida e transparente, afinal, para quem não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho é válido, não é mesmo?

Então, a fim de que você consiga verificar se está indo na direção certa e atingindo bons resultados, essa meta precisa possuir um objetivo específico, mensurável, atingível, relevante e possuir um tempo determinado para ser alcançada.

Como usar o Google Analytics?

Começar a usar o Google Analytics é simples, basta ter uma conta no Google e se inscrever na página da ferramenta. É um programa gratuito.

Entretanto, para que as métricas do seu site ou blog comecem a ser indexadas na plataforma, é necessário configurá-la. Aprenda de forma simples e prática nesse tutorial.

Quais métricas devo acompanhar?

As métricas a serem acompanhadas dependem totalmente do seu objetivo com o marketing digital. Sendo assim, listamos a seguir alguns objetivos, com explicações sobre as métricas que são importantes para cada um deles.

1 » Brand awareness

Para obter conhecimento de marca, há algumas métricas que podem ser acompanhadas, como, por exemplo, Visitas, Sessões, Visitas Recorrentes e Páginas por Sessão. Portanto, é importante que, previamente, você defina um KPI que tenha mais relação com o que você entende como um indicador de conhecimento por parte das suas personas.

2 » Aquisição de clientes

A aquisição de clientes é o objetivo final de grande parte das empresas, entretanto, algumas possuem essa meta como principal. Sendo assim, para e-commerces é possível acompanhar o visitante por todos os estágios do funil, e a métrica final deve ser que “X% se tornem clientes”.

Para as demais empresas, nas quais a venda não é feita diretamente pelo site, a métrica a ser acompanhada é a geração de leads. Dessa forma, é preciso que o Google Analytics seja configurado com Metas e/ou Eventos, assim, é possível acompanhar quantas pessoas estão assinando newsletters; baixando arquivos e, consequentemente, se inscrevendo no banco de e-mails, ou seja, quantos visitantes estão se transformando em leads.

Descubra-como-utilizar-seus-relatórios-do-Google-Analytics-de-maneira-estratégica2

3 » Relevância no Google

Basicamente, as empresas com esse objetivo querem obter o primeiro lugar ou ter um posicionamento melhor no site de busca, ou seja, ter a busca orgânica como principal fonte de tráfego.

Entretanto, não basta que um canal apenas crie tráfego. É importante que os visitantes trazidos por esse meio estejam engajados e interessados no conteúdo disponibilizado, caso contrário, você está apenas atraindo pessoas que não se tornarão compradores no futuro.

Por isso, além de verificar se a busca orgânica está em primeiro lugar como fonte de tráfego, é essencial checar também se o Tempo da Sessão e a Taxa de Rejeição desse canal também estão com bons resultados.

4 » Educar o mercado

Assim como o objetivo de conhecimento de marca, a educação do mercado depende de uma definição específica, uma vez que pode ser medida de diversas maneiras. Dentre as métricas do Analytics, é possível citar algumas que auxiliam nessa mensuração: Duração Média das Sessões, Páginas por Sessão, ou Eventos que sinalizam downloads de materiais educativos.

E aí, preparado para usar os relatórios do seu Google Analytics de forma mais estratégica? Confira mais sobre AdWords
Caso ainda tenha alguma questão que não foi respondida, fique à vontade para enviar sua mensagem nos comentários, logo abaixo.